quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Sou um pouco "Bridget Jones"...


Eu confesso...
Eu sempre fui um pouco maluquinha, desastrada, encalhada (por que queria, que isso fique bem claro, rsrs!), confusa, tenho problemas com meu corpo, estou acima do peso e tenho sonhos de vida totalmente ultrapassados.

Não trabalho na área de comunicação, mas, é fato, nasci para me comunicar.
Mais nunca soube de verdade, como denominar esse meu jeito.
Detesto rótulos, não queria simplesmente ser rotulada de ridícula, depressiva, louca ou qualquer coisa do gênero.
Acabei descobrindo que sou uma espécie um pouco deturpada de "Bridget Jones".
"Bridget" é uma trintona solteira, com todos os problemas que eu disse ter e mais alguns, é uma jornalista inglesa e personagem fictícia dos livros de Helen Fielding (O Diário de Bridget Jones e Bridget Jones no Limite da Razão).
Que aliás, devo comentar, A-DO-ROOOO!!!!
Quando vi o filme a primeira vez eu devia estar com, uns 26 anos, agora estou com 32 anos, já sou formada como economista e querendo fazer outra faculdade, muitos quilos a mais e mais alguns milhões de problemas "adultos" e eu me descobri como "Bridget".
A diferença entre nós duas é que eu não sou "solteirona", rsrsrs!
Nem bebo e nem fumo como "Ela", sou careta de mais para isso.
Me identifico com "Ela", porque, "Ela" é confusa, sempre faz a escolha errada, age por impulso, é dorminhoca, gosta do seu trabalho, não mede esforços pra realizar as coisas em que acredita, sente ciúmes e não esconde, vive dando foras, faz um diário e mais uma porção de coisas que me remetem a minha vida.
E principalmente, "Ela" é muito atrapalhada e desastrada, rsrsrs!!!
Eu acho que só preciso aprender com ela como fazer o meu "Mark" gostar de uma maluca como eu e me aceitar do jeito que sou...
"Bridget" tem consciência de que sempre será "meio gordinha", como ela mesma diz.
Somos realmente bem parecidas. Sou baixinha e chorona, rsrsrs...
Quando estou deprimida, choro e escuto músicas dos anos 80, como "Ela", kkkkkkkkk!!! (Só não encho a cara!)
Bem em resumo, acho que toda mulher tem um pouco de "Bridget Jones".
Pode ter qualquer idade...
Pode ter qualquer aparência. ( Gorda, magra, alta, baixa...)
O legal é nos aceitarmos, como somos. Assim como a "Bridget" se aceita, mesmo com todos os problemas que "Ela" têm.
Tenho certeza que podemos ser, muito mais felizes e realizadas!
Aceite-se como você é ...
E que se dane o resto...


9 comentários:

By Mari Molina disse...

Gostei muito do livro também. Dá para nos identificarmos sim, tens rãzão.
Beijos

Rennata Alarcon disse...

Oi Silvia, tudo bem?
ADORO seu blog!!!

Parabéns!!!

Deixei um mimozinho pra vc no meu blog, depois passa lá e dá uma olhadinha!

Beijos!

Rennata

Keka disse...

Lindo!
Lindo!
Amei a roupinha nova do blog!!!
Arrasou, viu!
Aiiiiii que fofo!!!!
beijos
bom fim de semana!

Daniel Savio disse...

Você está melhor do que eu, pois sinceramente estou mais para um personagem animado do que realmente uma pessoa de "carne e osso"...

Confusão, preguiça e impulso, todos nós temos, mas o fazemos com ela que dá gosto na vida.

Fique com Deus, menina Silvia.
Um abraço

Anônimo disse...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado

Anônimo disse...

Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!

Anônimo disse...

[url=http://www.bettybrigade.com/downloads/]Want To Buy Viagra At Cheap Price[/url]

Anônimo disse...

Helo ! Forex - Работа на дому чашкой чая получать удовлетворение от работы получать доход , достаточно зарегистрироваться forex [url=http://foxfox.ifxworld.com/]forex[/url]